Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Byron Apaixonado

Terminei de lei a biografia "Byron Apaixonado", da irlandesa Edna O'Brien. Li como se tivesse degustando um romance. Byron é verdadeiramente um Don Juan, como a sua famosa obra. Sodomita no internato, agressivo no casamento, aventureiro, teve filhos com a própria irmã, foi "cavalieri", e foi morrer na Grécia numa luta que não era dele. Mas toda guerra de libertaçaõ é de todo homem. É leitura altamente recomendável.
Li num blog sobre a autora da Biografia:
"A autora ficou mais conhecida nacionalmente ao alegar que Chico Buarque é uma fraude. Esse caso chegou ao conhecimento do público ao ser redigido pelo colunista Diogo Mainardi. "
Traduzi porcamente uma pergunta de uma entrevista concedida pelo poeta Juan Gelman, em 2011, por ocasião do lançamento de sua "Poesia Renida", pela FCE do México. Será que sempre teremos de falar em autoritarismo? Mas de espiritualidade, acredito, será sempre oportuno falar quando falarmos de poesia. Ela espiritualiza realmente o indivídupo, mas para uma "espitirualização social", "espiritualização de cidadania".

José David Cano:
Dizia o poeta argentino Roberto Juarroz: a poesia nos tornará livres. Essa sentença parece verdadeira e necessária hoje?

Juan Gelman (nasceu em 1930):
Eu não acredito. O que nos tornará livres é a luta social. Agora, a poesia, e em geral todas as artes, enriquecem de imediato o ser humano. É um fato: vivemos numa época onde se quer castrar a espiritualidade da gente; neste sentido, a poesia em particular, e a arte em geral, têm mais valor do que nunca. Porque são expressões que, queira ou não o autor destas expressões, dirigem,…