novembro 26, 2011

Schnitzler

São minutos os livros despudoradamente bons e Crônica de uma vida de mulher, de Arthur Schnitzler, publicado no Brasil pela Record,é um deles. A tradução de Marcelo Backes é irrepreensível, com raras gralhas ou falhas no posicionamento de vocábulos. Mas fiquei siderado com a leitura, com a trajetória da heroína, se é que o fracasso dá certidão para um personagem ser herói. O livro é perfeito, sem nada fora de lugar, assim como O grande Gatsby, dde Fitzgerald. Talvez tenha sido o livro que mais tenha me emocionado entre os que li neste ano de 2011.
E não deixem de correr atrás da nova tradução de Guerra e Paz, de Tolstoy, que já está nas melhores livrarias, sejam presenciais ou virtuais. Agora esta obra prima está traduzida diretamento do russo.

Nenhum comentário: