Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Ernani Ssó

Trago para cá um comentário da página SUL 21:

Sul 21 > Colunas > Ernani Ssó > Me segurem que eu vou ter um troço Data:14/ago/2013, 8h19min Me segurem que eu vou ter um troço Em entrevista recente a Carlos André Moreira, na Zero Hora, João Gilberto Noll diz: “Claro que reescrevo, tem um lado bastante racional no segundo momento. Sou muito exigente com esse aspecto artesanal”. Talvez todo escritor acredite n

EU NÃO EXISTO SEM VOCÊ

(O primeiro centenário de Vinícius de Moraes)
                                                               Fabio de Sousa Coutinho
Uma das grandes injustiças que se cometem contra Vinícius de Moraes, talvez a maior, é referir-se a ele como "poetinha". Por mais que se lhe pretenda atribuir conotação afetuosa, o tratamento fica muito aquém de refletir a dimensão intelectual, humana e cultural do formidável escritor carioca. Nascido na Rua Lopes Quintas, no bairro da Gávea, em meio a forte temporal, na madrugada de 19 de outubro de 1913, Vinícius teve seus contatos iniciais com a poesia e com a música no seio da própria família. Seu pai, Clodoaldo, era poeta e sua mãe, Lydia, tocava piano, circunstâncias que encontraram, no primogênito dos Moraes, território fértil e inesgotável potencial. Aluno dos jesuítas, no Colégio Santo Inácio, Vinícius de Moraes ali desenvolveu sólida amizade com seus colegas Paulo e Haroldo Tapajós. Com eles, ainda de calças cur…