fevereiro 18, 2011

provocações em tom de jazz

Em resposta a uma provocação de um amigo, respondi por email:

Há uns jazzistas que são medianos. E este é o caso de Jamie Cullum, Harry Conick e muitos outros. Há muito eu ouço aqueles músicos que não se preocupam em fazer sonoridades muitos óbvias. Mas estes jazzistas medianos preparam o público para o que virá depois - John Coltrane, Wynton Marsalis, Miles Davis, Charlie Parker, Louis Armstrong. Mas, em arte, música e etcaterva, não há o que ter preconceito, mas deleite. Use e abuse daquilo que lhe agrade. Mas ouça o disco "Ah Um", de Charles Mingus, ou "Take Five", de Dave Brubeck. E verá que há uma suscetibilidade reservada só cabe aos eleitos.

Nenhum comentário: