fevereiro 22, 2012

Dia intraduzível
Quarta-feira de Cinzas amanhece
com o silêncio na rua
Destes silêncios que apagam
de nossos ouvidos a música
construída com trapos
socos e pontapés
Do silêncio emergem
a música dos pássaros e a ebulição da água
A calçada vai avançando limpa e desobstruída
Vem a certeza de que a rua
volta a ser dos velhos e das crianças
As amizades voltam inteiras, o pólen
pronto para a abelha
que chegarão com o sol
Para continuar a servir a amada
a taça ficou inteira
e enche-a g
ot
a a
GO
ta
a confiança

Nenhum comentário: