setembro 10, 2012

Cléa Marsiglia

Hoje foi meu dia de ir aos sebos de Maceió. São vários. Lamentável que o preço de livro usado no Brasil  tenha se elevado muito em razão da concorrência da internet. Talvez por isso as livrarias fiquem vazias.
Alagoas é a terra de dois grande poetas: Jorge de Lima (um dos mais perfeitos do Brasil, e de Lêdo Ivo).
Comprei dois livros de Cléa Marsiglia. Fiz um verbete da poesia dela para a Poesia Iberoamericana Antonio Miranda. Deixo aqui um dos poemas do livro.

Bem de leve caminhar e lembrar
sem entristecer o  presente
nem esconder a beleza do passar.
Não fala do ontem
nem foge do hoje.
Sabe que tudo está sempre andando
para outros lugares
até chegar ao perfeito não ser.

Bem de leve passa a ternura
pelo imenso do amar
até se desmanchar no eterno.

Nenhum comentário: