fevereiro 13, 2013

Um poema do livro "Vagem de vidro"

Deixa um retrato
um pedaço de angústia
o desejo
a cola rachada da lombada

Deixa uma fresta
das janelas do corpo
um pedaço da paisagem
onde fixaste um foco

Deixa uma fatia
de limão sobre a ferida
uma brecha de meu corpo
a rasgar-se em tua boca

Deixa uma marca seca
na minha roupa
um vazio
na minha imaginação

Nenhum comentário: