outubro 09, 2014

VI FESTIVAL DE POESIA CARLOS MONTEMAYOR

Ao comparecer ao México neste início do mês de outubro para o VI Festival de Poesia CArlos Montemayor, da UNAM, estive nas pirâmides astecas e compareci ao lançamento do livro Telar Luminario, de Ruberta Bautista, poeta tsotsil, de Chiapas. Deixo aqui o poema que dá título ao livro. Tão logo retorno ao Brasil, farei um elaboração melhor sobre o estival.

Tear luminário

Chuva de fogo a enramar-se
no ouvido das árvores.
As chamas a se fiarem nos montes de cor púrpura,
estendem suas artérias.

Tece canto forte
No estômago da terra.

Estrela circular acesa em seu coração.

Nas veias se incrusta o tear do trovão,
entidade do fogo forja-se em seu corpo.
Com seus dedos fia e tece
a luz que cruza o céu.

Nenhum comentário: