Pular para o conteúdo principal
Tue, 15 May 2007 15:17:47 -0300
Olá, poeta, olá, amigo!
Gostaria de estar com você em mais este momento (estive prazerosamente em muitos outros).
Desta fez, entretanto, não vai dar. Outro compromisso, já agendado, intransferível.
Parabéns, vez mais.
Obrigado por ser mais um (e não são muitos) a emprestar seu talento à arte, à poesia.
Que o Safra Quebrada repita o sucesso das obras anteriores.
Beijos pra Chiquinha.
Vamos ver se a gente marca aquele pão de queijo (que só o Salomão sabe (sabia?) fazer.
Sérgio Souli

Salomão quero agradecer pelo convite, infelizmente não vou poder ir porque tenho aula, mas
quero te dar os meus sinceros cumprimentos, desejando-lhe sucesso neste novo lançamento!

Abraço,
Karina Garcêz
Wed, 16 May 2007 16:05:18 -0300
Mano,
se alguém tem que agradecer, este alguém sou eu.
foi um prazer estar contigo, sua festa foi linda.
Muito obrigada por tudo, eu não merecia tanto.
Bjs.
Rosa

Wed, 16 May 2007 13:01:31 -0300
Meu nobre poeta goiano, natural de Sllvânia, onde os pássaros voam de peito virado para tomar sol à vontade! Lamento profundamente não ter podido comparecer ontem ao lançamento de seu novo livro. Estava no Rio a trabalho e lamentei não estar com o amigo para parabenizá-lo de perto, um dos baluartes em acreditar que a publicação de um livro ainda é uma cópula em cama de letras. Seja feliz e que os poemas o levem a voar perto das pássaros de Silvânia para que traga a nós o segredo dos que não têm pés no chão! Grande abraço, Peliano


Tue, 15 May 2007 16:28:10 -0300
Pois é Dindo,

Uma vez caminhando pelo calçadão de Maceió com minha famìlia - devia ter uns 8 ou 9 anos - percebemos uma MUVUCA adiante e quando chegamos mais perto era o Djavan demonstrando sua voz e violão num concerto gratuito em plena beira-mar. Com Chico nunca tive a mesma sorte. É por isso que hoje iremos eu e Raquel ao Ulysses Guimarães pra ver o Chiquito, mas não sem antes saborear um vinho no Carpe Diem e parabenizá-lo, mais uma vez, por sua grande conquista. Aliás, obrigado pela amostra grátis de sua Safra Quebrada. De Djavan a Salomão Sousa, vou enriquecendo por dentro com estes valiosos brindes!

Grande abraço. Diogo


Saiu no site de Cláudio Humberto
Poeta lança livro 'Safra Quebrada' em Brasília
O jornalista e poeta Salomão Sousa, que trabalha há mais de trinta anos em assessoramento parlamentar para o Poder Executivo, lança nesta terça-feira em Brasília o livro Safra Quebrada, que reúne sua produção poética. A ilustração é de Robson Corrêa de Araújo. O lançamento será hoje, a partir das 19h, no restaurante Carpe Diem da 104 Sul.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SAUDAÇÕES AO ROMANCE DE WIL PRADO

Wil Prado é uma de minhas amizades mais firmes desde que cheguei a Brasília. Desde nossos passos iniciais na literatura, foram vívidos debates e percursos juntos pela cidade. Por muros vários que atravessam a nossa vida, Wil Prado demorou a publicar seu primeiro livro. E é com alegria que vejo que figuras importantes da literatura brasileira, de cara, se manifestarem favoravelmente ao seu romance SOB AS SOMBRAS da Agonia, editado pela Chiado, de Portugal, do qual foi leitor desde as primeiras versões até o momento de escrever a apresentação. Acredito que são poucos que merecem uma manifestação eufórica de Raduan Nassar.  E, ainda, de João Almino, que acaba de ser eleito para a Academia Brasileira de Letras.
(...) SOB AS SOMBRAS DA AGONIA me tocou sobretudo pela linguagem, por palavras novas, metáforas bem sacadas, e os empurrões articulando o entrecho. Além disso, o romance arrola no geral gente do povo, ao lado de uns poucos salafras da elite, com caracterizações convincentes, inclusi…

Resenha sobre o filme "300"

Por Ana Paula Condessa

Todo filme tem seus méritos, seus pontos fortes, mas também tem furos e contradições. O filme 300, já em exibição, surgiu da história em quadrinhos “Os 300 de esparta” - criada e desenvolvida por Frank Miller. É impressionante a grandeza da produção do filme que chega a representação, com muita propriedade, por retratar a batalha que enfrenta o rei Leônidas -,os soldados espartanos, seus aliados contra o exército persa de Xerxes, na Batalha das Termópilas -, desfiladeiro da Grécia. Esparta - é uma sociedade que é toda voltada para a arte da guerra e todos os indivíduos, que dela fazem parte, são instruídos para tal. No filme é passado muito do que era Esparta e seu contexto, algo de muito valor para compreender a essência da Batalha das Termópilas - . A guerra é o meio de vida dos espartanos e, antes mesmo desta grande batalha que ficou para a história e, cujos métodos e estrutura de guerra foram usados por muitos anos em batalhas posteriores, eles moldaram um im…