dezembro 13, 2010

Mensagens natalinas

Publico aqui dois poemas que recebi entre as mensagens natalinas que já me foram enviadas neste fim de ano. O amigo Sérgio Gaio encaminhou um poema de Anderson Braga Horta, e Miguel Jorge encaminhou um poema de sua própria autoria. Saúdo a todos com estes poemas dos meus amigos.

JESUS


Anderson Braga Horta

Noite clara em Belém. Canta em surdina
o luar no firmamento constelado.
Natal — noite de luz, noite divina.
Cristo — um lírio na treva do pecado.

Brilha agora, no céu da Palestina,
meigo, intenso clarão abençoado:
do espaço, a Estrela aos simples ilumina
o berço do Senhor recém-chegado.

Os Reis Magos e os cândidos pastores
dão-lhe incenso, ouro e mirra, hinos e flores...
E o Menino, alegrando-se, sorria.

José fitava o céu, todo ventura.
E as estrelas, chorando de ternura,
cintilavam nos olhos de Maria.

POEMA DE NATAL COM ÁGUA

Miguel Jorge
                                  
Do menino se via os pezinhos cruzados,
o sol, nas águas do seu corpo,
secava os cabelos prateados.

Em meus olhos, outro menino
na Manjedoura, talhado em ternura,
nada sabe do mundo.

E se fosse somente pelos pés, um menino
seria o outro, afora a costura do tempo.
As alucinações do mundo, as mesmas,
a desorganizar sonhos em imagens
pelo planeta. 
                                              
Que fosse por este Natal, o encontro das raças.
De alguém a atar abraços, os dedos assim,
entrelaçados ao acaso. A vitória do amor, na
leveza do silêncio que o alimenta.

Entre um céu e outro, o sol enche de luz
os objetos. Bichos e santos num instante
de eternidade a se renovar naquela noite.

A chama da beleza rudemente acesa floresce
as distantes manhãs: e que nada se diga dos
mistérios dos corações, as águas dos rios
a destrançar hemisférios.

É Natal! Deito-me e o nome continua
a ecoar enorme dentro de minha infância:
É Natal!

Um breve rumor de palavras escritas
na alma e, outras tantas, que mudas,
ficaram por se dizer.
É Natal! Precisamos justificar
o peso do tempo que passa,
pesa e nos enlaça.

Nenhum comentário: