Aqui aparecem muitos amigos pessoais.
Acima: o Arthur, depois de mim aparece seu pai Ronaldo Alexandre, compadre, a quem o livro é dedicado, em seguida vem meu afilhado Diogo Alexandre e a sua namorada Raquel — neta do poeta Augusto de Campos.

No meio: são meus leitores da quadra. Tomaram o ônibus sozinhos e foram ao meu lançamento. Só esse gesto justifica ter feito o livro. A Larissa, a Ludmila (que estava de aniversário) e o Albert. Bjões procês.

Abaixo: a valentia da Assessoria Parlamentar do Ministério do Trabalho. A Kathiane, o assessor Sílvio Arthur Pereira, a Lili, nossa adjunta, a Noelma e sua filha Natália.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha sobre o filme "300"

ULISSES, de Tennyson