fevereiro 14, 2010

ESCLARECIMENTOS DA EDITORA LANDMARK

A editora Landmark comentou a minha postagem sobre a edição de Mansfield Park, de Jane Austen. Transfiro para esta postagem a íntegra dos comentários para dar transparência aos esclarecimentos prestados. A tradutora do livro, Adriana Zardini, também presta os seus esclarecimentos (basta conferir na postagem seguinte). Cabe a mim apenas desejar que tanto a editora Landmark quanto a tradutora tenham sucesso nos seus empreendimentos sem novos constrangimentos. O mercado precisa de novas traduções, e de experiência em experiência — às vezes infeliz como essa — que vamos chegando a novas qualidades editoriais.


"Gostaríamos de informar a todos que o Departamento Editorial da Editora Landmark já identificou os problemas com a tradução realizada, reconhecendo que o trabalho realizado pela Sra. Adriana Zardini não foi um trabalho adequado e necessário diante da importância do texto de Jane Austen. Foram identificados diversos erros em um trabalho repleto de vícios de tradução e equívocos ortográficos quanto ao bom vernáculo esperado e contratado por nosso Departamento Editorial; informamos que cientes desses problemas que comprometem a correta leitura e entendimento do magnífico texto de Jane Austen, a Editora Landmark já está procedendo à uma ampla revisão da tradução realizada que será lançado ainda neste mês de fevereiro de 2010. Conscientes da responsabilidade de nossa edição, estaremos procedendo à substituição de todos os volumes solicitados por aqueles que desejarem e gostaríamos que nossa manifestação fosse divulgada alertando a todos os leitores sobre estes fatos.

Atenciosamente,

SAC
Editora Landmark
editora@editoralandmark.com.br"

Nenhum comentário: