Fico siderado quando encontro um texto literário em que a genialidade da juventude vence todos os parâmetros existentes. É o caso de A família de Pascual Duarte, pequeno romance-explosão do espanhoal Camilo José Cela. Só as condições de um momento de guerra vivido pela Europa e a juventude do autor para permitir que a violência humana fosse examinada com tanta percuciência.
Acho que o Ronaldo Costa Fernandes, apesar do "interior" dissecado em em seu romance O Viúvo, não agüenta esse livro. A Família de Pascual Duarte faz contraponto com O Estrangeiro, que é o livro de cabeceira do amigo Ronaldo Costa Fernandes.
Nao vou entrar em mais detalhes do livro deste autor que foi prêmio Nobel, pois me dá medo. Quero preservar a mãe.

Comentários

estou lendo a family pascuale,adorando ,o inicio lembra um pouco rulfo? li um pouco para a menina thelma,ela achou bem normal,acho que só vai dar pra terminar em silvania,ha! o charles lígia vão viu pode reservar...boa seasa...e té mais...viu minha reportagem? vou dar um nó no cerebro deles.

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha sobre o filme "300"

ULISSES, de Tennyson