março 14, 2013

Posse de Fábio de Sousa Coutinho

Depois de longa agenda de compromissos ocupacionais, foi agradável comparecer nesta quinta-feira, 14.03.13, à posse do amigo Fábio de Sousa Coutinho na Academia Brasiliense de Letras, que ocorreu na sede da Associação Nacional de Escritores. Ele passa a ocupar a vaga do poeta Waldemar Lopes, cujo patrono é Castro Alves. Foi saudado pelo poeta Anderson Braga Horta em extenso discurso bem descontraído como bem merece o novo acadêmico. Tive oportunidade de me encontrar algumas vezes na ANE com Waldemar Lopes e trocas ainda alguns livros com ele por correspondência.
 Fábio de Sousa Coutinho, Margarida Patriota e Salomão Sousa
Margarida Patriota, Francisca, Fábio de Sousa Coutinho, Elizabeth (Sousa Coutinho) e Campelo
 
Em tempo, lamento que, por algum erro técnico, ainda não tenha localizado o registro fotográfico do comparecimento do amigo Fábio de Sousa Coutinho ao lançamento do meu livro "Vagem de vidro".

Um comentário:

Anônimo disse...

Mais importante do que qualquer registro fotográfico, é o privilégio de, após cinco anos, voltar a ler a poesia consciente, corrosiva e moderna de Salomão Sousa. Vagem de Vidro é, seguramente, livro para muitas releituras.
Fabio de Sousa Coutinho