abril 11, 2014

Tríptico do banal



Está tudo igual
que eu acabo
por fazer idêntico
ao homem de Neandertal

Se nascer juá
no meu curral
se no cós for o rasgo
na foz o raso
não deixará
de ser supuração normal

Tem gente com saudade
de praga no quintal
Tem gente tão nua
que não cabe fio dental
Dou meus lábios
para a palavra final

Para boa costura
sangro meu dedo
doo a quem não sangra
o meu dedal
ao poeta de tom soante
a rima medieva em al

O que fazer
que voz anal
para por ordem
no tríptico do banal

Nenhum comentário: