Na edição de 12 de agosto do caderno Pensar, que circula aos sábados no Correio Braziliense,
saiu a primeira resenha em que Ruínas ao sol (editora 7Letras), de nossa autoria, merece abordagem específica. Hildeberto Barbosa Filho, paraibano dr. em literatura brasileira, considera que nosso livro traz um "lirismo de índole filosófica embasado em tessituras de imagens finamente elaboradas". Deixamos de especificar o link da matéria em razão de o Correio Braziliense bloquear a sua página àqueles que não são seus assinantes. A resenha alia a nossa linguagem poética às de Marcos Siscar e Heron Moura, que também foram premiados no Festival de Poesia de Goyaz.

Comentários

Robson disse…
É bom mesmo que comecem a pensar em você, pois daqui para frente vamos ouvir muitas coisas boas com relação a sua poesia, afinal os frutos estão tenros prontos para serem saboreados...
Robson2006.

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha sobre o filme "300"

ULISSES, de Tennyson